3 de março de 2021

"Aprendemos a nos adaptar à nova forma de trabalhar em tempos de pandemia"

Por: Josefina Cevallos, Coordenadora Regional de Enfermagem da FME Equador

Josefina Cevallos, Coordenadora Regional de Enfermagem - FME Equador

O ano de 2020 foi declarado pela OMS como o ano da enfermagem no mundo inteiro com a seguinte reflexão: "trabalhadores de enfermagem são o DNA do sistema de saúde" e, por isso, a FME Equador presta homenagem aos enfermeiros da região com este artigo.

A primeira enfermeira do país foi Manuela Espejo, nascida em 1957, uma mulher ilustre e pioneira no trabalho médico, com paixão pela leitura e pela escrita. Ela participou do primeiro jornal equatoriano e foi uma pioneira na cultura de Quito.

Experiência em Enfermagem na Fresenius Medical Care Equador

Como pioneira na empresa FME, comecei meus serviços em maio de 2002, na função de enfermeira de cuidado direto, com o impacto de gerenciar pacientes de alto risco e aplicar protocolos que eram  muito rigorosos e auditorias consecutivas de fornecedores externos.

Recebi apoio da coordenadora chefe naquela época e consegui me adaptar e passar no processo de teste, permanecendo como enfermeira de cuidado direto por 7 anos. Neste período, substituí a coordenadora de enfermagem e comecei o treinamento pela empresa como enfermeira de DP (em 2004). Atualmente, continuo liderando o projeto nas cidades de Guayas e Manabí.

Em seguida, em 2009, fui promovida a coordenadora de enfermagem da unidade FME Buena Vista Manta com capacidade para 380 pacientes. Naquela época foi um grande desafio profissional porque eu tinha que alcançar os padrões da empresa, liderando uma equipe colaborativa e receptiva.

Foi aqui que fui "batizada" nas auditorias da região, que têm um elevado nível técnico e conseguimos passar.

A satisfação nesta etapa foi uma experiência enriquecedora, pois adquiri mais experiência em liderança, conhecimento (tecnologia, produtos).

Na sequência, em 2015, veio a boa notícia de que fui selecionada como Coordenadora Regional de Enfermagem (responsável por 3 clínicas em Pichincha, 5 em Manabí e 2 em Guayas). Esta fase mudou completamente minha forma de trabalhar, pois tinha que supervisionar os processos em cada uma das unidades sob minha responsabilidade, precisando viajar para essas supervisões, com todo apoio e respaldo da empresa para poder realizar as atividades.

Conheci muitos colaboradores e foi aqui que conseguimos formar a equipe de enfermagem com satisfação (receptivos, eles cumpriram os processos de acordo com os protocolos).

Durante este tempo, também atuei como Coordenadora Nacional de Enfermagem, no momento da transição. Tive a satisfação de trabalhar com uma ótima equipe por um ano nesta posição.

Atualmente, sigo responsável por 5 unidades em Manabí e 2 em Guayas.

Aprendemos a nos adaptar à nova modalidade de trabalho em tempos de pandemia, sem descuidar das supervisões da clínica por meio de câmeras e conferências pelo Teams.

Para os jovens da empresa, saibam que estão em uma companhia de grande prestígio, não apenas pelo nome, mas onde há de fato estabilidade de trabalho, cuidado e crescimento profissional.

Esta frase resume a minha vida profissional:

"Nunca perca a oportunidade de começar algo, não importa o quão pequeno seja. Pois é maravilhoso ver que, com frequência, a semente de mostarda germina e cria raízes.” (Florence Nightingale)